Saltar os Menus

O Projeto Inquisição de Lisboa online resultou de um protocolo de cooperação entre a REN, SGPS, e a então DGARQ, assinado em 12 de Julho de 2007, a realizar até Dezembro de 2009, e teve como principal objectivo o tratamento arquivístico, a conservação e restauro, a digitalização dos livros, processos, e maços de documentos do subfundo Inquisição de Lisboa do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, com vista à disponibilização de registos descritivos e de imagens dos documentos através do catálogo disponibilizado pelo sistema Digitarq

Estão disponíveis online 19.775 registos descritivos e 2.392.997 imagens. Com efeito, a documentação da Inquisição de Lisboa é a mais procurada pelos investigadores de nacionalidade portuguesa e estrangeira, em particular, provenientes das comunidades científicas americanas, brasileiras, espanholas, holandesas, israelitas, atendendo à jurisdição exercida pela Mesa do Santo Ofício da Inquisição de Lisboa sobre territórios do império colonial português: Açores e Madeira, Brasil, Angola, Estado da Índia.

A sua riqueza informativa tem dado origem a uma produção significativa de ensaios, monografias, teses, comunicações, entre outros estudos, e, porque a documentação preserva a memória de vivências coletivas com uma forte carga simbólica, tem permitido uma produção literária e audiovisual relevante de romances, documentários, de filmes, etc.

O estado de conservação da documentação exigiu a prévia intervenção de conservação e restauro ao processo de captura de imagem, evitando a perda iminente deste património inestimável.

A adoção da tecnologia digital potenciou a divulgação da informação em redes de conhecimento sem fronteiras e, simultaneamente, permitiu a sua preservação em formato digital.

A concretização do Projeto envolveu uma equipa multidisciplinar, com elevado sentido de compromisso com o serviço, capacitada para responder aos problemas associados à descrição, conservação e restauro, e digitalização de documentos e ao armazenamento de imagens da Inquisição de Lisboa.

O produto final corresponde a um catálogo em linha, estruturado, actualizando o conhecimento e a apresentação da informação agora acessíveis ao público em geral através da Internet.

A DGARQ (agora DGLAB) e o ANTT realizaram, no dia 12 de Novembro de 2009, um WORKSHOP para divulgação do Projeto Inquisição de Lisboa online, no auditório da Torre do Tombo, na Alameda da Universidade, em Lisboa. Este evento visou apresentar o Projeto na sua globalidade e, salientar em cada componente o valor acrescentado por esta iniciativa, tanto para a DGLAB e ANTT como para o grande público, nomeadamente: mais e melhores conteúdos; a salvaguarda dos originais; rapidez e facilidade de acesso aos documentos.

No programa do WORKSHOP as diferentes componentes do Projeto foram apresentadas pelos colaboradores das respetivas unidades orgânicas envolvidas durante 3 anos, nos trabalhos necessários à sua implementação.

A Divisão de Aquisições e Tratamento Arquivístico (DATA), da Torre do Tombo, apresentou o painel subordinado ao tema, “Inquisição de Lisboa online: um instrumento de descrição multinível actualizado”, em que participaram: Maria de Fátima Ó Ramos, Maria Luísa Braga, Cristina Camacho, Joaquim Machado, Teresa Tremoceiro e Paulo Leme.

  1. Painel Inquisição de Lisboa on line – Introdução – Fátima ÓRamos
  2. Um IDD multinivel – Luísa Braga
  3. Contributos para a descrição – Cristina Camacho e Graça Barros
  4. Expectativas – Joaquim Machado
  5. Tratamento arquivístico em livros maços e documentos por identificar – Teresa Tremoceiro
  6. Valorização de conteúdos – Paulo Leme
  7. Conclusão – Fátima ÓRamos

A Divisão de Conservação e Restauro

A (DCR), do ANTT, apresentou o painel: “A Inquisição de Lisboa: consolidar informação, salvaguardar Memórias”, em que participaram: Catarina Figueiredo e colaboradores da Divisão de Conservação e Restauro.

A Divisão de Sistemas de Informação (DSI), da DGARQ, apresentou o painel relativo às infra-estruturas informáticas, em que participou Jorge Serro.

As infraestruturas informáticas – Jorge Serro

A Divisão de Gestão de Projectos (DGP), da DGARQ, apresentou o painel de Digitalização e disponibilização, em que participou Anabela Ribeiro.

Digitalização e disponibilização – Anabela Ribeiro

A DATA e a DGP, apresentaram, de forma articulada, o painel “O software de descrição e disponibilização de objectos digitais”, em que participaram Joaquim Machado e José Miguel Magalhães.

Modulo de descrição e Gestão Objectos Digitais – Joaquim Machado e José Miguel Magalhães

A Divisão de Comunicação (DC), do ANTT, apresentou o painel: “Impacto da mudança”, em que participaram Paulo Tremoceiro e como convidado, o investigador, Hugo Crespo da Faculdade de Letras

Impacto da mudança – Paulo Tremoceiro

 

 

Última Actualização: 1 de Março de 2016